Credit corta preço-alvo da Oi (OIBR3) e reitera recomendação neutra após plano; analistas apontam risco de execução

Ações 21 de Jul de 2021

Foto: Publicação infomoney

SÃO PAULO – Enquanto as análises iniciais sobre o plano estratégico da Oi (OIBR3;OIBR4) 2022-2024 divulgado na véspera (19) foram destacadas como positivas por alguns bancos e casas de research, as ações não corresponderam na B3.

Na última segunda, também em um dia de forte queda para o mercado em geral, os papéis OIBR3 fecharam em baixa de 8,13%, a R$ 1,47, enquanto os papéis OIBR4 tiveram baixa de 4,91%, a R$ 2,13. Na sessão desta terça, as ações também não empolgaram, com as ações ON fechando em queda de 7,48%, a R$ 1,36, enquanto PN tiveram queda menos expressiva, de 2,35%, a R$ 2,08.

Em relatório publicado após o fechamento do pregão da véspera, o Credit Suisse comentou o plano da companhia, com foco no desenvolvimento da InfraCo e novas iniciativas de redução de custos, entre outros. Porém, os anúncios não agradaram tanto os analistas do banco suíço, que reiteraram recomendação neutra para o ativo OIBR3, inclusive reduzindo o preço-alvo de R$ 1,80 para R$ 1,60, ou uma alta de 8,84% frente o fechamento de segunda-feira (19).

Leia o post na integra no link abaixo

Credit corta preço-alvo da Oi (OIBR3) e reitera recomendação neutra após plano; analistas apontam risco de execução
Para analistas, “sell-off” dos ativos de 2ª pode ser justificado pela projeção de alavancagem, sugerindo fluxo de caixa livre mais fraco do que o esperado

Marcadores

Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Ótimo! Agora, complete o checkout para ter o acesso completo.
Bem vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Sucesso! Sua conta está completamente ativada, agora você tem acesso completo ao conteúdo.