Do delivery direto do campo à fazenda urbana: startups estão transformando o prato do dia a dia

Startups 19 de Abr de 2021

Foto: Unsplash

SÃO PAULO – Ter arroz, feijão, batata, alface e um ovo frito na mesa parece trivial — mas o caminho do campo até o prato vai dos agricultores a distribuidores rurais, a distribuidores urbanos, a supermercados e finalmente ao consumidor.

A falta de controle e tecnologia para acompanhar todos esses intermediários gera tristes estatísticas: a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO/ONU) reporta que um terço dos alimentos produzidos mundialmente são desperdiçados, seja por falta de infraestrutura e transporte, por tamanhos e formatos considerados inadequados ou pelo desperdício na comida pelas próprias famílias. Durante a pandemia do novo coronavírus, a fome cresceu no Brasil: 68% dos moradores de favelas não têm dinheiro para comida.

Leia na íntegra em:

Do delivery direto do campo à fazenda urbana: startups estão transformando o prato do dia a dia
Menos agrotóxicos, sustentabilidade, rastreamento da cadeia e ganho de produtividade são bandeiras defendidas por negócios como Liv Up, Pink Farms e Raízs

Marcadores

Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Ótimo! Agora, complete o checkout para ter o acesso completo.
Bem vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Sucesso! Sua conta está completamente ativada, agora você tem acesso completo ao conteúdo.