E-commerce de descoberta: como a Westwing navega o oceano vermelho das compras online

E-Commerce 22 de Abr de 2021

Foto: Publicação Infomoney - Loja da Westwing

SÃO PAULO – O comércio eletrônico é um mercado que está ganhando tamanho — mas também concorrência. É um exemplo do que os autores Chan Kim e Renée Mauborgne chamam de “oceano vermelho”: diversos tubarões concorrem pelas mesmas presas com as mesmas estratégias.

Enquanto a maioria das lojas virtuais compete em catálogo de produtos ou nos melhores preços, a Westwing (WEST3) defende que existe um “oceano azul” para empresas de e-commerce que forneçam uma experiência de descoberta para o usuário, e não de melhor catálogo, melhor preço ou melhor prazo de entrega.

Essa proposta levou o comércio eletrônico de casa, decoração e estilo de vida a ter um crescimento acima da média do setor. O mercado de e-commerce aumentou seu faturamento em 41% no último ano. Já a Westwing apresentou uma alta de 96% sobre seu volume bruto de mercadorias (GMV).

Leia na íntegra em:

E-commerce de descoberta: como a Westwing navega o oceano vermelho das compras online
Enquanto maioria das lojas virtuais compete em catálogo e preço, a Westwing defende que vitória estará com quem fornecer a melhor experiência ao usuário

Marcadores

Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Ótimo! Agora, complete o checkout para ter o acesso completo.
Bem vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Sucesso! Sua conta está completamente ativada, agora você tem acesso completo ao conteúdo.