Faltou onde gastar? Como transformar a “poupança involuntária” da pandemia em hábito

Investimentos 19 de Jul de 2021

Foto: Publicação infomoney

SÃO PAULO – Do ponto de vista financeiro, a pandemia de coronavírus resultou em perda de renda e dificuldades de fechar as contas para muitos brasileiros. Mas uma parcela deles, de 36%, conseguiu poupar em 2020 – e em boa parte, justamente pelas ações tomadas para conter a disseminação da Covid-19.

Entre as pessoas que economizaram no ano passado, 56% o fizeram porque reduziram gastos com viagens, festas ou idas a bares e restaurantes, todas atividades prejudicadas pela necessidade de isolamento social. Nada menos que 7% guardaram dinheiro – vejam só – simplesmente porque “não tinham onde gastar”, conforme os dados apurados pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) na pesquisa Raio-X do Investidor.

Economizar nem sempre foi uma escolha nos últimos meses. Em certos casos, foi um “ato involuntário” devido às circunstâncias. Mas poderia a experiência despertar os brasileiros que até então não tinham o hábito de poupar para o admirável mundo novo em que sobra dinheiro na conta no fim do mês?

Leia o post na integra no link abaixo

Faltou onde gastar? Como transformar a “poupança involuntária” da pandemia em hábito
Dentre quem economizou em 2020, 56% reduziram gastos com viagens, festas ou bares e restaurantes e 7% guardaram por “não ter onde gastar”

Marcadores

Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Ótimo! Agora, complete o checkout para ter o acesso completo.
Bem vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Sucesso! Sua conta está completamente ativada, agora você tem acesso completo ao conteúdo.